Já não consigo escrever. Tudo o que escrevo – até isto – me soa a vazio. Já não sinto nada. Volto quando a anedonia me deixar viver. 

Sem comentários:

Enviar um comentário