Fui à livraria procurar inspiração. Pensei em algo novo, como Antonio Tabucchi ou Haruki Murakami. Mas ainda não estou pronta para me lançar no desconhecido. Preferi agarrar-me ao que conheço e ler com o cheiro dos livros que tenho decorados na cabeça. A verdade é que vi na minha lista de livros lidos em 2013 que comecei o ano com Saramago. Só faz sentido acabar também com ele. Comecei numa jangada de pedra e acabo numa caverna. Que em 2014 eu possa trocar as sombras pelos corpos na luz.

1 comentário: