Tenho muitas saudades tuas, é pena que o amor só seja bom quando dói. Tenho o terrível defeito de me apaixonar pelos homens que deixo que durmam na minha cama. Encontrei o teu livro preferido numa feira do livro de bairro e comprei-o logo porque me lembrei que o emprestaste e que nunca mais to devolveram. Disseste para o ler primeiro e que só depois ficavas com ele. Sei que o vou ler e que depois nunca mais poderei lembrar-me dele porque me vai sempre fazer pensar em ti.

Sem comentários:

Enviar um comentário